Domingo, 10 de Maio de 2009

Encontro de Escolinhas em Fig. de Castelo Rodrigo

 

 

 

 

Resultados dos jogos do Sc Vilar Formoso:

 

Grupo Desportivo de Vila Nova de Foz Côa  1-2    Sporting Clube de Vilar Formoso

 

Sporting Clube de Vilar Formoso      3-1 Associação Cultural Desp. Rec. De Freixo de Numão

 

Grupo Desportivo e Recreativo das Lameirinhas 1-4 Sporting Clube de Vilar Formoso 

 

 Guarda 2000 – A. de Promoção S.  A. D. 0-1 Sporting Clube de Vilar Formoso

 

 

 

 

publicado por aroque às 01:21
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 9 de Maio de 2009

também os há loiros

Carlos era loiro, estúpido e muito tímido, mas arranjou uma namorada
num dia de inspiração.
Um dia, saíram de carro para um passeio pela Costa da Caparica.
Depois de andarem alguns kms, o Carlos ganhou coragem e pôs a mão nas
 pernas dela.
E ela disse: se quiseres, podes ir mais longe...
Animado, Carlos engatou a quinta e foi até ao Algarve...

 

tags:
publicado por aroque às 00:12
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Quando alguns dizem que a Língua está a ser maltratada, ainda há disto....

Redacção feita por uma aluna de Letras, que obteve a vitória num concurso interno promovido pelo professor da cadeira de Gramática Portuguesa.

  

 

Era a terceira vez que aquele substantivo e aquele artigo se encontravam no elevador.

 

Um substantivo masculino, com aspecto plural e alguns anos bem vividos pelas preposições da vida. O artigo, era bem definido, feminino, singular. Ela era ainda novinha, mas com um maravilhoso predicado nominal. Era ingénua, silábica, um pouco átona, um pouco ao contrário dele, que era um sujeito oculto, com todos os vícios de linguagem, fanático por leituras e filmes ortográficos.

 

O substantivo até gostou daquela situação; os dois, sozinhos, naquele lugar sem ninguém a ver nem ouvir. E sem perder a oportunidade, começou a insinuar-se, a perguntar, conversar. O artigo feminino deixou as reticências de lado e permitiu-lhe esse pequeno índice.

 

De repente, o elevador pára, só com os dois lá dentro.

 

Óptimo, pensou o substantivo; mais um bom motivo para provocar alguns sinónimos. Pouco tempo depois, já estavam bem entre parênteses, quando o elevador recomeçou a movimentar-se. Só que em vez de descer, sobe e pára exactamente no andar do substantivo.

Ele usou de toda a sua flexão verbal, e entrou com ela no seu aposento.

Ligou o fonema e ficaram alguns instantes em silêncio, ouvindo uma fonética clássica, suave e relaxante. Prepararam uma sintaxe dupla para ele e um hiato com gelo para ela.

 

Ficaram a conversar, sentados num vocativo, quando ele recomeçou a insinuar-se. Ela foi deixando, ele foi usando o seu forte adjunto adverbial, e rapidamente chegaram a um imperativo.

Todos os vocábulos diziam que iriam terminar num transitivo directo.

 

Começaram a aproximar-se, ela tremendo de vocabulário e ele sentindo o seu ditongo crescente. Abraçaram-se, numa pontuação tão minúscula, que nem um período simples, passaria entre os dois.

 

Estavam nessa ênclise quando ela confessou que ainda era vírgula.

 

Ele não perdeu o ritmo e sugeriu-lhe que ela lhe soletrasse no seu apóstrofo. É claro que ela se deixou levar por essas palavras, pois estava totalmente oxítona às vontades dele e foram para o comum de dois géneros.

 

Ela, totalmente voz passiva. Ele, completamente voz activa. Entre beijos, carícias, parónimos e substantivos, ele foi avançando cada vez mais.

 

Ficaram uns minutos nessa próclise e ele, com todo o seu predicativo do objecto, tomava a iniciativa. Estavam assim, na posição de primeira e segunda pessoas do singular.

 

Ela era um perfeito agente da passiva; ele todo paroxítono, sentindo o pronome do seu grande travessão forçando aquele hífen ainda singular.

 

Nisto a porta abriu-se repentinamente.

 

Era o verbo auxiliar do edifício. Ele tinha percebido tudo e entrou logo a dar conjunções e adjectivos aos dois, os quais se encolheram gramaticalmente, cheios de preposições, locuções e exclamativas.

 

Mas, ao ver aquele corpo jovem, numa acentuação tónica, ou melhor, subtónica, o verbo auxiliar logo diminuiu os seus advérbios e declarou a sua vontade de se tornar particípio na história. Os dois olharam-se; e viram que isso era preferível, a uma metáfora por todo o edifício.

 

Que loucura, meu Deus!

 

Aquilo não era nem comparativo. Era um superlativo absoluto. Foi-se aproximando dos dois, com aquela coisa maiúscula, com aquele predicativo do sujeito apontado aos seus objectos. Foi-se chegando cada vez mais perto, comparando o ditongo do substantivo ao seu tritongo e propondo claramente uma mesóclise-a-trois.

 

Só que, as condições eram estas:

 

Enquanto abusava de um ditongo nasal, penetraria no gerúndio do substantivo e culminaria com um complemento verbal no artigo feminino.

O substantivo, vendo que poderia transformar-se num artigo indefinido depois dessa situação e pensando no seu infinitivo, resolveu colocar um ponto final na história. Agarrou o verbo auxiliar pelo seu conectivo, atirou-o pela janela e voltou ao seu trema, cada vez mais fiel à língua portuguesa, com o artigo feminino colocado em conjunção coordenativa conclusiva.

 

Fernanda Braga da Cruz

 

publicado por aroque às 00:24
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

Infantis: Derbi concelhio

13ª JORNADA

publicado por aroque às 00:12
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Albert Einstein ou Marilyn Monroe

Quando olhas esta imagem de perto vês Albert Einstein. Mas se afastares a cerca de 5 metros vai transformar-se em Marilyn Monroe. 
 
 

Não acreditas?...
 
 
Experimenta e verás! (não tenhas preguiça... levanta-te da cadeira que eu fiz o mesmo)
 
publicado por aroque às 23:44
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

passeio TT

publicado por aroque às 01:30
link | comentar | favorito

Lenço Encarnado - Dia da Mãe

publicado por aroque às 01:13
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

campeonato distrital de Infantis, 2ª fase, Série B

Jornada 12
Data Equipa Resultado Equipa
03-05-2009 ADRC Aguiar Beira 12 - 0 AD. Fornos Algodres
03-05-2009 Núcleo Desp. Social "C" 3 - 1 SC Vilar Formoso
03-05-2009 Estrela de Almeida 2 - 3 Ass. P.S.A.D. Guarda 2000
03-05-2009 Guarda D F C 8 - 1 F.D.Laura S. Moimenta Serra

 

Pos

Equipas Pts .
Jg V E D GM GS
1 Núcleo Desp. Social "C" 34 12 11 1 0 67 18
2 ADRC Aguiar Beira 28 12 9 1 2 51 23
3 SC Vilar Formoso 23 12 7 2 3 35 26
4 Ass. P.S.A.D. Guarda 2000 18 12 6 0 6 31 37
5 F.D.Laura S. Moimenta Serra 10 12 3 1 8 26 41
6 AD. Fornos Algodres 10 12 3 1 8 25 54
7 Estrela de Almeida 9 12 3 0 9 30 46
8 Guarda D F C 9 12 3 0 9 26 46

 encontrei aqui

publicado por aroque às 00:26
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 2 de Maio de 2009

Concerto de Primavera

Dia 10 de Maio 2009

Multiusos de Vilar Formoso

15 h 30 m

Grupo Coral Polifónico de Vilar Formoso

Orfeão Paraíso Social de Aguada de Baixo- águeda

Grupo Coral Millenium BCP de Lisboa

publicado por aroque às 00:51
link | comentar | favorito

A carta de condução

 
Dois alentejanos encontram-se.
Pergunta um deles: Atão, compadri, já conseguiste a carta de condução?
Responde o outro: Nã, chumbê!
Pergunta o primeiro: Com' é que foi isso?
Resposta: Ora, cheguê a uma rotunda onde tava um sinal a dzêri 30!
- E atão?
- Atão dê 30 voltas à rotunda
- E depois?
- Depois, chumbê!!!
Diz o primeiro: Atã contaste mal, foi?"
publicado por aroque às 00:48
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
31


.posts recentes

. Feliz Ano Novo

. ...

. Gasóleo e gasolina sobem ...

. ...

. Scuts, Isenções mais 3 me...

. Estudo revela que 30% dos...

. Detido por tráfico de dro...

. Assembleia geral, s c v f...

. convívio benfiquista em v...

. festa de santo antónio em...

.arquivos

. Dezembro 2014

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links